Vo Nguyen Giap: a trajetória e as ideias de um dos maiores estrategistas militares do século XX

O general Giap visita o comando militar de Thua Thien Hue em abril de 1976. Crédito: english.vietnamnet.vn

Ao mencionarmos a luta do povo vietnamita poucos lembram-se do nome de Vo Nguyen Giap (Quang Binh, 25 de agosto de 1911 — Hanói, 4 de outubro de 2013), o general vietnamita, fundador e comandante supremo do Exército do Povo do Vietnã e um dos mais importantes estrategistas militares do século XX. Pelo seu comando, o Vietnã derrotou a França e os Estados Unidos. A Batalha de Dien Bien Phu, ocorrida em 1954, seria logo reconhecida como o evento histórico a acabar com o domínio colonial europeu no país. Alguns anos depois, o país seria dividido entre Vietnã do Norte e Vietnã do Sul, mas a derrota imposta aos Estados Unidos na Guerra do Vietnã possibilitou a reunificação. Assim, neste curto texto, busca-se contar um pouco de sua trajetória, através de fontes variadas e pesquisadas na internet.

Giap fazia parte de uma família de oito filhos. Pouco se sabe ao certo sobre o seu passado, e por questões de segurança, assim como Ho Chi Mihn, muito foi inventado. Há dúvidas se sua família era de origem camponesa e humilde, ou se pertencia à elite mandarim. Contudo, é certo que o general era fluente em francês e teve acesso a uma boa educação em Hanói. Já aos 14 anos participava de organizações clandestinas, sendo preso e condenado, mas logo solto. Em 1934, após ser expulso da universidade, ingressou no Partido Comunista da Indochina

Ho Chi Mihn e Vo Nguyen Giap. Crédito: Sydney Morning Herald

Ainda que atuasse como professor de história, ele dedica boa parte de seu tempo a organizar a luta armada. Com a ilegalidade do Partido Comunista imposta pelos franceses, Giap, junto com Ho Chi Minh e outros comunistas, consegue ir para a China, em 1939, e iniciar seu treinamento militar na tática de guerrilha. Em 1940, tornou-se conselheiro militar de Ho Chi Minh. E em 1941, funda a Liga Vietnamita para a Independência, mais conhecida como Viet Minh. O combate nesta época já era travado contra os japoneses e com a derrota destes foi a ocasião ideal para Ho Chi Minh tomar o poder pelo norte vietnamita.

Giap passou a ser Ministro da Defesa e comandante do exército, liderando as Tropas de Libertação do Povo. A guerra de guerrilha contra os franceses vai até 1954 e caracteriza-se como a primeira fase da Guerra do Vietnã. As batalhas desta longa luta pela liberdade contaram com a participação estratégica da população, homens e mulheres, de todas as idades, que colaboraram ao transportarem armamentos e equipamento de artilharia, no meio da selva para “abastecer”, à pé ou por bicicleta, as tropas que promoviam cerco ao exército francês e futuramente ao norte-americano. O apoio da China Comunista e da União Soviética também seria crucial para a vitória final em meados dos anos 1970.

Vo Nguyen Giap explica a Ho Chi Minh e aos outros camaradas o plano de batalha. Crédito: Pinterest.

Com a derrota dos franceses, o Norte passou a ser governado pelos comunistas liderados por Ho Chi Minh e o Sul sob governos apoiados pelos Estados Unidos. Após a libertação de Saigon, antiga capital do Vietnã do Sul, e retorno das tropas norte-americanas ao Estados Unidos, em 1975, ocorre a reunificação do país. Giap permaneceu por um tempo como Ministro da Defesa e, por um curto período, como foi Primeiro-Ministro, mas logo se retirou da vida pública e viveu até os 102 anos, vindo a falecer em 2009.

No livro ” Giap – Armamento das massas revolucionárias edificação do exército do povo”, publicado pela editora Nova Cultura e que pode ser adquirido pelo site da Ciências Revolucionárias, estão reunidos parte de suas ideias que perpassam desde as teses marxista-leninistas de organização militar das massas, até a tradição vietnamita de combate e resistência. Nela constam pensamentos que o general escreveu em três livros sobre estratégia subversiva de vencer uma guerra, expulsar os invasores, engajando a população neste processo e construindo uma nova sociedade baseada nos preceitos socialista de civilização.

Giap, Memórias Centenárias da Resistência (2011), dirigido pelo documentarista Silvio Tendler

Deixe seu comentário

Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: