Intertelas lança canal de podcasts e o programa “Conversações” sobre cultura japonesa – primeiro episódio aborda a poesia Haikai

Reunião de haicai. Destaque para o líder Masaoka Shiki na almofada vermelha. Crédito: domínio público.

A Revista Intertelas lançou um canal de podcasts e o programa “Conversações”, sobre sociedade e cultura japonesa, que será apresentado e co-produzido por Mateus Nascimento. “Conversações” adentra os diversos meandros da cultura japonesa: literatura, músicas, filmes e outros. É um programa para você relaxar e aproveitar um pouco das manifestações artísticas e culturais deste país que apesar de tão distante geograficamente, ao mesmo tempo, encontra-se bastante presente no nosso cotidiano.

Mateus Nascimento. Crédito: Mariana S. Brites/Revista Intertelas

Nascimento é professor, historiador, colunista da Intertelas, mestre em história social pela Universidade Federal Fluminense (PPGH-UFF), pesquisador efetivo do Centro de Estudos Asiáticos (CEA-UFF), do Núcleo de Estudos Tempo Literário do Instituto Cultural Brasil-Japão, do Grupo de Pesquisa em Mídia e Cultura Asiática Contemporânea (MidiÁsia/UFF) e membro da Red Iberoamericana de Investigadores en Anime y Manga (RIIAM) e da Academia Nipo-Brasileira de Estudos de Literatura Japonesa (atuando como seu vice coordenador no triênio 2019-2021).

Matsuo Bashô (1644-1694). Crédito: wikipedia.

Neste primeiro episódio, que tem a trilha sonora do músico Shen Ribeiro, especialista na flauta tradicional japonesa Shakuhachi, Nascimento aborda o histórico e a prática da poesia do estilo Haikai. Trata-se de uma poesia que se caracterizada pela simplicidade e pela concisão, cujo principal expoente é Matsuo Bashô (1644-1694).

em dia nublado
nuvens ficam paradas
e o vento também

Por Mateus Nascimento

Tradicionalmente, o poema haikai se divide em três linhas de 5-7-5 sílabas e é composto a partir de uma observação do/da praticante sobre as coisas que acontecem à sua volta, com destaque para os elementos da natureza. Saiba mais no podcast abaixo.

Deixe seu comentário

Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: