Segunda edição da Bienal de Luanda encoraja a cultura de paz na África

Crédito: https://bienaldeluanda.gov.ao/

Representantes da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco), da União Africana e do governo angolano incentivaram hoje a participação internacional na próxima Bienal de Luanda (saiba mais aqui). Inicialmente prevista para o início de outubro, o evento agora ocorre de 27 a 30 novembro de 2021 e tem como objetivo principal promover uma cultura de paz na África.

Em uma entrevista coletiva, o oficial Vincenzo Fazzino destacou o apoio da Unesco e convidou os jovens a desempenharem um papel de liderança nas discussões que o evento trará. Haverá debates temáticos sobre as melhores práticas ligadas aos processos de paz e desenvolvimento sustentável no continente, baseados em experiências bem sucedidas em nível local, nacional e sub-regional, disse o coordenador internacional.

A Bienal de Luanda – Fórum Pan-Africano para a Cultura de Paz (clique aqui) também visa criar novas alianças entre parceiros comprometidos com um futuro melhor para todos, disse Fazzino. Para a coordenadora nacional, Sita José, a iniciativa denota a visão comum do governo angolano, da Unesco e da União Africana sobre o papel da cultura para enfrentar os desafios da globalização, um potencial, disse ela, que vai desde as artes plásticas até a pesquisa científica. Nesta segunda edição, a Bienal será realizada pessoalmente e virtualmente devido a medidas de saúde devido à pandemia de Covid-19, explicou.

Fonte: Texto originalmente publicado no site Prensa Latina.
Link direto: https://www.prensalatina.com.br/2021/11/22/angola-encoraja-a-cultura-de-paz-na-africa/

Deixe seu comentário

por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: