O martírio da classe operária em “Eu, Daniel Blake”, de Ken Loach

O combativo Ken Loach “Eu, Daniel Blake” é um grito político e social que o diretor britânico realiza com sensibilidade e urgência. O estilo narrativo de Loach é simples, formal, sem arroubos técnicos. Seu óbvio interesse é contar uma história simples e poderosa, que desenvolve com costumeira eficiência. Dos seus filmes emana a ideia clara de superioridade moral da classe... Continuar Lendo →

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑