A asfixia social e o poder de libertação no longa “Um Homem Ideal?”, de Carles Alberola

Em um mundo pós-moderno, caracterizado e regido por valores bastante líquidos, para lembrar o filósofo e sociólogo Zygmunt Bauman: “as relações escorrem pelo vão dos dedos", a vida é medida pela ideia de ter sucesso (enriquecimento material talvez) o quanto antes, não importante se de forma sólida, ou não. Talvez não apenas as relações entre os... Continuar Lendo →

A disputa civilizacional da Guerra Fria, o nascimento do Terceiro Mundo e o papel da imprensa em “Mais um dia de vida”

A Guerra Fria é classificada por muitos apenas como um período de competição entre dois sistemas econômicos distintos. Contudo, ela foi muito mais do que apenas uma concorrência entre duas potências militares. Ela foi o embate entre duas propostas civilizacionais que possibilitou de forma indireta a libertação e inauguração de um novo mundo, com novas... Continuar Lendo →

“O exército nu do imperador continua marchando”, do diretor Kazuo Hara – 1987

Diferente da Alemanha, que carrega uma culpa imensa (que atravessa gerações) pelas atrocidades cometidas durante o nazismo, o Japão sempre se mostrou resistente em aceitar as responsabilidades históricas pelas atrocidades cometidas contra as populações dos territórios ocupados, além dos crimes de guerra contra os soldados inimigos capturados. Países que sofreram sob a ocupação Japonesa, como... Continuar Lendo →

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑