O segredo de quem não vê

Acho que todos nós que gostamos de cinema percebemos o quanto cada cena, cada imagem, cada gesto corresponde a uma intenção narrativa. Cada minuto corresponde a uma soma incalculável de pensamentos e mesmo um filme concebido para ser mainstream segue por esse caminho, representando ideias e projetos nem sempre expressamente ditos. O desafio de se... Continuar Lendo →

“Robocop” (1987), de Paul Verhoeven: capitalismo neoliberal e a busca pela humanidade perdida

Existem filmes que não envelhecem. Existem filmes que ficam melhores com o tempo. O jovem clássico “Robocop” de 1987, dirigido com fúria por Paul Verhoeven, enquadra-se nesta categoria. Lembrei-me do filme ao ler a curiosa notícia da “falência” da cidade de Detroit. Parece-nos bizarro a falência de uma cidade, mas a crença americana nas leis do... Continuar Lendo →

Uma Pátria invisível? Breves comentários sobre as incursões televisivas que abordam o ETA e o País Basco

A história da Espanha tem como um dos seus marcos os conflitos em torno da unidade nacional. No turbulento século XX, palco da Revolução e Guerra Civil Espanhola e do Franquismo, isso não foi diferente. O País Basco teve um dos mais engajados e violentos movimentos separatistas da história contemporânea. O grupo terrorista ETA (Euskadi... Continuar Lendo →

Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑