Grupo Refinaria Teatral apresenta hoje a websérie “A obra que não estreou”

“Ñandembaraete”. Crédito: Daniel Alves Brasil.

Hoje, às 20h, o grupo Refinaria Teatral lança a websérie “A obra que não estreou” em sua página no Facebook. Serão onze capítulos que entram no ar toda terça-feira e sexta-feira, com a trajetória da construção da nova obra teatral desse coletivo, a peça “Ñandembaraete”, que em Guarani significa “Nossa Força”. A série integra o projeto “Teatro, uma Pátria Habitável”.

A série apresenta desde a concepção da proposta, os primeiros contatos com os parceiros indígenas até a produção da obra e os processos criativos. “A série trará aquilo que o público não vê, o processo de pesquisa e produção para a criação de uma peça teatral”, conta o diretor Daniel Alves Brasil.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Esse trabalho é o primeiro resultado cênico do grupo Refinaria Teatral que investiga a corporeidade e a teatralidade dos povos nativos brasileiros em uma pesquisa denominada “Encontro com o teatro de Pyndorama”. A obra “Ñandembaraete” aborda questões culturais dos povos nativos, suas danças, ritos, cantos e filosofia de vida. Também traz o conflito com o ser de mente colonizadora e o espírito dos bandeirantes que caminham entre nós até hoje.

A dramaturgia da obra é em sua grande parte na língua Guarani e reafirma a força dos povos nativos que vai além de resistir há mais de 500 anos de um processo continuo de colonização. “Ñandembaraete” estava prestes a estrear quando a terrível calamidade mundial chegou no Brasil, uma pandemia sem precedentes que atingiu diversos países pelo mundo. O isolamento social foi decretado e todas as artes cênicas, que se caracterizam pelo encontro presencial e pela efemeridade, tiveram que ser canceladas. Mas “Ñandembaraete” não morre! É Nossa Força e continua viva! Como diz o grande amigo Thiago Karai Djekupe, “Aguyjevete para quem luta!”.

Deixe seu comentário

Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: