Centro Cultural Brasileiro em Moscou apresenta o filme documentário “Estamira”, de Marcos Prado

“Estamira” (2006), de Marcos Prado. Crédito: https://bvl.org.br/

Em 29 de setembro, terça-feira, no cinema Moskino Fakel, em Moscou, capital da Federação da Rússia, acontecerá a exibição do documentário “Estamira” (2006), dirigido por Marcus Prado, com áudio em português e legendas em russo. O documentário acompanha o trabalho de Estamira Gomes de Sousa e seus amigos que vivia e trabalhava no aterro sanitário de Jardim Gramacho, local que recebe os resíduos produzidos na cidade do Rio de Janeiro.

Apesar de apresentar distúrbios mentais, Estamira ficou famosa por suas argumentações filosóficas que continham, ao mesmo tempo, momentos de extrema lucidez e loucura. Entre os temas que abordava estavam: Deus, a exploração da igreja, o trabalho, questões existências sobre si e a sociedade humana, problema sociais e, em especial, as condições precárias que uma parcela considerada da população brasileira ainda vive.

A mostra foi organizada pelo Centro cultural brasileiro em Moscou, fundado em 2013, que objetiva apoiar a popularização e os estudos do idioma português e da cultura brasileira na Rússia. Entre suas principais iniciativas está o Cineclube Brasileiro. Segundo a gestora cultural e curadora deste projeto, Marianna Osipova: “O Cineclube é uma plataforma aberta para todos aqueles interessados no Brasil, no cinema moderno e nos problemas atuais da sociedade brasileira. Exibimos tanto filmes de cineastas brasileiros reconhecidos, quanto obras de cineastas iniciantes e independentes. As exibições são acompanhadas de bate-papos com críticos de cinema, críticos de arte, representantes da diáspora brasileira e cineastas brasileiros via Skype. Ao longo dos anos,  organizamos exibições de mais de 40 filmes brasileiros em 8 cidades russas“.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Implementado em parceria com a rede de cinemas públicos Moskino, desde 2016, o Cineclube Brasileiro promove o cinema brasileiro na Rússia em outras ocasiões e em outros lugares. Com suporte do Centro cultural brasileiro foram realizadas exibições de filmes brasileiros em festivais e eventos como o Festival Internacional de Antropologia Visual “Mediating Camera”, a Conferência Científica Internacional “Desigualdades urbanas VS inclusão urbana”: migração, identidade, espaços públicos”, Festival na Escola Superior de Economia e Gestão “Semana da América Latina: nacionalidades e identidades”, Cineclube Ex:Libris, Festival de Cinema de Futebol CINEFOOT, Echo BRICS Film Festival e XIX Festival Mundial da Juventude e do Estudante.

Deixe seu comentário

Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: