Mano Rick, rapper de Pelotas-RS, lança “Chuva”, seu novo single (conheça um pouco da trajetória do músico)

O rapper Mano Rick. Crédito: Facebook oficial de Mano Rick.

“Chuva” é o novo single de Mano Rick. Segundo informado pela assessoria do músico, a letra traz a temática dos ciclos, salientando a filosofia do rapper, de que os recomeços são fundamentais. “Tudo tem início e fim, e em meio a tanto caos, perceber as belezas do mundo pode ser essencial no processo de reconstrução…“, salienta o Rick. Em novembro de 2019, ao lado do produtor Luciano Matuck e dos músicos Lucas Consentins e Gabriel Soares, foi iniciada a gravação de seu novo álbum, que teve se ser interrompida com a chegada da pandemia. No entanto, foi decidido lançar os conteúdos já finalizados em forma de singles. Será lançado um single por mês até dezembro. Em agosto, o primeiro trabalho “Música pela arte” acompanhado de um interlúdio entoado pelo Dj Kl Jay dos Racionais MCs foi disponibilizado ao público, já “Chuva” é o segundo single dessa leva de lançamentos.

Nascido em 1997, em Pelotas Rio Grande do Sul, Mano Rick desde cedo criou interesse sobre a música e a temática do rap. Iniciou sua carreira de maneira precoce, fazendo rimas pelo bairro influenciado pelos grupos locais, e gravando-as no toca-fitas que ganhou de seu pai. Subiu em um palco pela primeira vez em 2005 aos 8 anos de idade, em um evento da escola em que estudou. Desde então, passou a participar ativamente das atividades relacionadas a música no seu bairro.

Em 2007 o MC gravou sua primeira música em um estúdio, e com o grupo Consciência do Rap, fez sua primeira participação em uma coletânea resultante do Festival de Música do Comitê de Entidades no Combate à Fome e Pela Vida (COEP/RS 2008), onde conquistaram o terceiro lugar. Em 2012 é lançada a coletânea Dunas Rap Vol. 1, com 3 faixas do rapper, dando início aos muitos trabalhos realizados pelo coletivo.

Em 2013, lançou seu primeiro trabalho solo, o “EP Fatos e Fatos”, contendo seis faixas. “”Fatos e Fatos” foi o trabalho responsável por projetar o rapper na cena musical do Rio Grande do Sul. Contemplado pelo Procultura Pelotas, em 2017, Rick lança seu primeiro disco, o álbum “Do Dunas Pro Mundo”, onde teve a oportunidade de apresentar um trabalho mais profissional. Uma obra construída com base em suas vivências na comunidade, e com a musicalidade mista, resultante da fusão dos beats com os instrumentos musicais.

O álbum passou a ganhar expansão de modo nacional com a passagem do rapper por São Paulo (SP), onde teve a oportunidade de apresentar o material para nomes como Rael, Kamau, DJ Kl Jay, Parteum, Nelson Triunfo, Max B.O, Srt. Paola, 5pra1, Luedji Luna e outros, além de disponibiliza-lo na “Gringos Records (SP)”, uma das lojas de venda de materiais físicos mais influentes da cena rap. Atualmente o rapper trabalha como produtor musical/fonográfico e gestor no seu estúdio, representando o seu próprio selo, o @selo4passo; com isso, tem lançado singles e vídeos. O último vídeo foi o intitulado “Além do tecido”, junto de dois músicos angolanos (Stime e Marley). O videoclipe foi gravado simultaneamente no bairro Dunas (Brasil) e no bairro Grafanil (Angola) em uma parceria intercontinental.

Deixe seu comentário

Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: