II Festival da Cultura Cubana está marcado para os dias 7 e 8 de novembro em formato online

Dançarinos do Acosta Danza, uma das atrações do II Festival da Cultura Cubana. Crédito: divulgação/Brasil de Fato.

Segundo informa o site Brasil de Fato, nos dias 7 e 8 de novembro, com transmissão ao vivo pela internet, um time de vinte artistas, formado por instrumentistas, profissionais da dança, da poesia e das artes cênicas, compõem a programação do II Festival da Cultura Cubana. A edição deste ano será totalmente online, em respeito às medidas sanitárias de contenção da covid-19.

As transmissões serão de graça e vão contar com nomes consagrados e novos representantes da arte cubana. Para acompanhar a programação do evento, acesse a página da TVT (TV dos Trabalhadores), que também pode ser sintonizada no canal 44.1, na grande São Paulo, a partir das 12h. As atrações também estarão disponíveis no Facebook do Consulado Geral de Cuba em São Paulo e no canal do Youtube do Brasil de Fato. O evento gratuito, promovido pelo Consulado Geral de Cuba em São Paulo e pela Associação de Cubanos Residentes no Brasil (Ancreb).

Crédito: https://www.causaoperaria.org.br/

Entre as atrações, o público vai poder conferir uma verdadeira instituição cubana, com mais de oito décadas de existência. A Orquestra Aragón, considerada a “mãe de todas as charangas”, abre o festival no sábado (07/11) a partir de 12h. Ao longo de sua existência, o grupo foi casa de alguns dos maiores músicos de orquestra da ilha, viajou pelos principais palcos do mundo e lançou mais de 100 discos.

Atualmente, a orquestra é inspiração para as gerações mais jovens e preserva elementos importantes, com origem na mescla de sonoridades africanas e espanholas. A orquestra é considerada patrimônio cultural da humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), tem três indicações ao Grammy Latino e recebeu a Medalha Pablo Picasso de melhor orquestra do século XX.

Formação original da Orquestra Aragón. Crédito: Instagram/Brasil de Fato.

Dança e teatro infantil presentes

O II Festival da Cultura Cubana terá presença também de artistas da dança cubana. A companhia Acosta Danza está na programação do domingo (8/11). O grupo foi criado pelo premiado bailarino cubano Carlos Acosta e leva ao palco uma perspectiva contemporânea que vai do balé às danças folclóricas e populares. Nas definições do próprio grupo, a companhia mantém a cultura cubana como principal referência e trabalha para levar ao mundo o valor das artes da ilha caribenha.

No mesmo dia, se apresenta outro grande nome da história da arte cubana, a companhia de teatro infantil La Colmenita. Com trinta anos de existência, o grupo é embaixador da boa vontade da Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) desde 2007 e tem papel importante da educação dos jovens cidadãos cubanos. Formada após a emblemática montagem do espetáculo “Sinfonía para una Perla, en Mar Mayor”, em 1989, “La Colmenita” começou com 14 artistas. Hoje é reconhecida não só pelo povo cubano, mas também internacionalmente.

Homenagens a quem fez a história

Parte das comemorações pelo Dia Nacional da Cultura Cubana, celebrado em 20 de outubro, o Festival presta homenagem ao centenário de nascimento da bailarina e coreógrafa Alicia Alonso. Considera uma lenda da dança, ela é a única latino-americana a ter recebido o título de “prima ballerina assoluta”.

O evento também vai comemorar os 50 anos do personagem de animação Elpidio Valdés, criado pelo quadrinista e animador Juan Padrón. Ele é considerado o pai da animação cubana e faleceu em março deste ano, aos 73 anos. Elpidio Valdés é uma marca da cultura infantil de Cuba. Criado em 1970, ele representa os camponeses na luta contra a colonização.

Na lista de homenageados está ainda o emblemático artista plástico Alfredo Sosabravo. Autodidata, ele trabalha um estilo único em pinturas e esculturas que exploram a interação entre a natureza, a humanidade e a tecnologia. Sosabravo é reconhecido mundialmente e recebeu prêmios em diversos países. Um deles, o mais importante de Cuba, o Prêmio Nacional de Artes Plásticas.

Edição: Daniel Lamir – da redação do Brasil de Fato

Fonte: Texto republicado  originalmente no Brasil de Fato.
Link direto: http://bit.ly/brasildefato-culturacubana

Confira a programação completa abaixo:

Data: 7 de novembro (Sábado) – a partir de 12h

– Orquestra Aragón
– Mauricio Figueiral e Luna Manzanares
– Vengsay Valdes
– Batanga & Cia
– Pancho Amat
– Los Muñequitos de Matanzas
– Felipe Chibas
– Los Van Van

Data: 8 de novembro (Domingo) – a partir de 12h
Septeto Habanero
La Colmenita
Acosta Danza
Aliesky Perez
Ferrer y Banda
Sintesis
David Blanco
Lizt Alfonso
Alejandro Falcón y Cuba Adentro
Grupo Moncada
Alejandra y Cubania
Maria Maia

Deixe seu comentário

Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: