Regimento Imortal 2020 salienta a importância da cooperação entre os povos no combate às adversidades globais

Regimento Imortal 2020 online. Crédito: Organização dos Jovens Russo no Brasil.

O dia 9 de Maio de 1945 marcou na história a vitória dos aliados sobre os nazistas, no continente europeu, durante a Segunda Guerra Mundial. Esta data é, em grande parte, comemorada na Rússia e outros países pertencentes à antiga União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) com grande ênfase, devido à importância única e fundamental da participação destas nações na derrota de Adolf Hitler e seus aliados. Mais de 75% das tropas alemãs pereceram no front da Europa do Leste.

As perdas humanas e materiais atingiram números alarmantes com a morte de 20 a 35 milhões de civis e militares soviéticos, conforme as diferentes fontes salientam, sendo que, vez e outra, corpos ainda são encontrados hoje em dia pelos antigos campos de batalha. O Brasil também participou da Segunda Guerra Mundial, em fevereiro de 1942, após ter suas embarcações atacadas por submarinos alemães e italianos no Atlântico.

Assim, foi o único país da América Latina a enviar tropas para o continente europeu que tiveram grande êxito estratégico para os aliados na Itália. A Força Expedicionária Brasileira (FEB) contou com em torno de 25.834 entre homens e mulheres que participaram da Campanha da Itália. A posição estratégica do Brasil também foram de grande importância às forças aliadas indiretamente, com auxílio logístico, aos combates travados no norte da África. Desta forma,  para os familiares de todos os indivíduos das forças aliadas, o sacrifício e heroísmo deles não pode ser esquecido, nem a história distorcida por políticos e intelectuais que atualmente, por razões puramente de disputa de poder, distorcem fatos e tentam diminuir ou até apagar da memória histórica mundial o feito soviético e de seus aliados, durante a Segunda Guerra Mundial.

Por tais razões, em 2012, na Rússia, foi criado o Regimento Imortal (Бессмертный полк), que objetiva todo ano relembrar as vidas que pereceram durante o conflito e consolidar a memória da participação da União Soviética na guerra. Assim, familiares na Rússia e em outros países que possuem comunidades russas saem às ruas para um desfile, carregando retratos de seus parentes veteranos. O movimento hoje conta com simpatizantes em vários outras regiões e países, tanto de familiares de veteranos de outras nações que participaram da guerra, ou vítimas do conflito, quanto de pessoas comuns, ou figuras públicas que apenas almejam homenagear todos que contribuíram para a derrota do nazifascismo.

No ano de 2020, com a pandemia do Coronavírus, os planos sofreram alterações. As celebrações pelo mundo ocorreram online, da casa das pessoas, que enviaram fotos e vídeos para prestarem homenagens e ajudar a preservar a memória histórica. No Brasil, atualmente, o movimento que surgiu primeiro no Rio de Janeiro e depois em São Paulo, tem nos últimos anos ampliado o número de participantes que já engloba não apenas os integrantes da comunidade russa e de outros países da Europa do Leste, ou Ásia Central, mas também parentes de veteranos brasileiros e simpatizantes da causa em prol da preservação da memória e pela contenção do neofascismo e do neonazismo que têm tomado força nos últimos anos. Em 2019, veteranos brasileiros e autoridades da Rússia, com representantes de veteranos deste e outros países que compunham a ex-União Soviética, comemoraram a data em conjunto pela primeira vez.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Especificamente, o Regimento Imortal Brasil 2020 online foi organizado pela Sputnik Cultural e pela Organização de Jovens Compatriotas Russos no Brasil (OCJRB), em parceria com a Associação Cultural Grupo Volga de Folclore Russo e o Grupo de Estudos 9 de Maio, utilizando o Facebook e Instagram para envio de material do público. A organização recebeu ainda o apoio da Embaixada da Rússia no Brasil, Consulado Geral da Rússia em São PauloConsulado Geral da Federação da Rússia no Rio de Janeiro eConsulado Hon. da Federação da Rússia em Belo Horizonte.

O Grupo de Estudos 9 de Maio realizou uma conferência especial para debater e lembrar fatos históricos que levaram à Vitória. Desta forma, sabendo da importância deste evento, a equipe da Revista Intertelas forneceu espaço para a presidente da OCJRB Vera Gers Dmitrov relatar como foi a experiência de organizar a homenagem online. Ela ainda aproveita a oportunidade e envia uma mensagem em prol da união entre os povos, especialmente, durante mais um momento histórico de provação para os países em todo o mundo, com a atual pandemia Covid-19. Assista abaixo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: