19ª edição do Festival de Cinema Asiático de Nova Iorque destaca trabalho de cineastas mulheres

Crédito: Facebook do NYAFF.

A 19ª edição do Festival de Cinema Asiático de Nova Iorque – New York Asian Film Festival (NYAFF) ocorre em edição virtual especial de 28 de agosto a 12 de setembro de 2020. A programação não estará disponível para o público fora dos Estados Unidos. Contudo, este evento tornou-se uma importante porta de entrada para o cinema produzido em diversos países da Ásia no ocidente. Em especial, para a exibição e conhecimento de obras de cineastas que não têm chance de ser apresentadas em grandes festivais como Cannes, Berlim, ou premiações como o Oscar.

A América do Sul e o Brasil continuam ainda muito dependentes da plataforma estabelecida por grandes festivais e premiações, como os citados acima. Assim, acompanhar a programação do NYAFF pode ser de grande interesse para os fãs da sétima arte e para pesquisadores especializados ter conhecimento maior do trabalho e talento de diretores e diretoras da Ásia. Saiba um pouco mais sobre o festival e sua programação virtual de 2020 abaixo.

O NYAFF é o principal evento de cinema popular asiático da América do Norte, reconhecido pela mídia local como “o melhor festival de cinema de Nova York”. O The New York Times chamou de “um dos eventos mais valiosos da cidade”. Lançado em 2002, segundo informado pelos organizadores, o festival seleciona os melhores, mais estranhos e mais divertidos filmes para exibição ao público de Nova York, variando de sucessos de bilheteria e excentricidades de arte a clássicos de gênero e cult. Foi o primeiro festival de cinema norte-americano a promover as obras de Johnnie To, Bong Joon Ho, Park Chan Wook, Takashi Miike e outros autores do cinema asiático contemporâneo.

Desde 2010, é produzido em colaboração com Film at Lincoln Center, dedicado a apoiar, elevar a arte do cinema e enriquecer a cultura cinematográfica. O filme no Lincoln Center cumpre sua missão por meio da programação de festivais, séries, retrospectivas e novos lançamentos; a apresentação de podcasts, palestras e eventos especiais; e por meio de suas iniciativas artísticas..

Seja em eventos virtuais, ou presenciais, o festival continua a destacar o trabalho das cineastas mulheres e apresenta, neste ano, uma programação especial, com foco específico nas obras de cinco diretoras, na mostra “Mulheres que transformam o cinema”. O filme de abertura, que tem estreia norte-americana é  “The Girl and the Gun” (Babae at Baril- Filipinas), dirigido por Rae Red, liderado por uma atuação soberba da atriz Janine Gutierrez, e produzido por Iana Celest Bernardez e Bianca Balbuena. Segundo informado, a equipe de programação do festival esforçou-se para destacar o talento feminino. O cinema asiático é muito mais do que os filmes dominados por homens exibidos em Cannes e no Oscar.

Assim, o NYAFF destaca uma linha emocionante de títulos dirigidos e liderados por mulheres:
“Heavy Craving” (2019- Taiwan), de Hsieh Pei Ju; “Lucky Chan Sil” (2019), de Kim Cho Hee e “Kim Ji Young, nascida em 1982” (2019), de Kim Do Young, ambos da Coreia do Sul, “My Prince Edward” (2019-Hong Kong) de Norris Wong e “Victim (s)” (2020-Malásia), de Layla Zhuqing Ji e entre outros. Ainda na edição deste ano, a seleção competitiva marca o afastamento do gênero, bem como o abraço do festival de uma gama cada vez maior de filmes.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Assim, o trabalho de estreia na direção do ator japonês Joe Odagiri (Kamen Rider Kuuga), que já participou de diversas produções internacionais, uma delas filmada em São Paulo, no Brasil, “Plastic City” (2015), do diretor chinês Yu Lik Wai“They say nothing stays the same” (2019) é um grande início como cineasta de Odagiri e conta com um elenco e equipe não menos notáveis: o diretor de fotografia Christopher Doyle (fotográfo dos filmes de Wong Kar Wai); o veterano ator Emoto Akira, que lidera um elenco de estrelas que inclui Nagase Masatoshi, Asano Tadanobu e Aoi Yu, uma rara aparição do músico Hosono Haruomi; além da presença na equipe da figurinista vencedora do Oscar, Wada Emi; e uma trilha sonora fabulosa do pianista de jazz armênio Tigran Hamasyan.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Uma parte generosa do programa é dedicada a novos cineastas, incluindo estreias na direção e trabalhos de segundo ano marcantes. Parte integrante da missão do NYAFF é apresentar a vanguarda do cinema asiático que emerge em grande parte de novos talentos e vozes. Esta edição reflete as inovações particularmente cinéticas atuais, muito informadas pelas mídias sociais e pela hiper-estrada da informação. Uma seção transversal impressionante de trabalhos destaca novas ideias na narração de histórias e aborda costumes sociais e demônios pessoais, incluindo “John Denver Trending” (2019-Filipinas), de Arden Rod Condez, a animação “Beauty Water” (2020-Coreia do Sul), de Cho Kyung Hun e “Detention” (2019-Taiwan), de John Hsu e “IWeirDo” (2020-Taiwan), de Liao Ming Yi apenas para citar alguns.

Em termos regionais, a Coreia do Sul está na frente e no centro da seleção deste ano. Fiel à tradição, o festival apresenta um equilíbrio entre títulos de arte e gênero, com ênfase em narrativas excepcionais e acessibilidade: “Secret Zoo” (2020), de Son Jae Gun, “Hitman Agent Jun” (2020), de Choi Won Sub e “Moving On” (2019), de Yoon Dan Bi. Como os limites entre o que é estritamente filme e TV é tênue, a NYAFF encontrou, em sua busca por novos conteúdos, um exemplo extraordinário da convergência de ambos os formatos em SF8, uma série de oito ficções científicas autônomas de 52 minutos filmes que farão sua estreia internacional nesta primeira edição virtual. Cada filme é dirigido por proeminentes cineastas sul-coreanos, e o experiente espectador reconhecerá os nomes de Min Kyu Dong, Jang Cheol Su e Noh Deok.

A série, exibida pela primeira vez na versão coreana do Netflix, Wavve, foi elogiada localmente e atraiu comparações com o Black Mirror. O festival continua a defender o trabalho de novos diretores e cineastas que ainda não receberam reconhecimento internacional com sua seção competitiva “Uncaged”, que inclui cinco filmes de diretores estreantes: “Legally Declared Dead” (2020-Hong Kong), de Yuen Kim Wai e os já mencionados “IWeirDo”, “Moving On” e “Victim (s)”.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O Panorama de Hong Kong que deu origem ao evento, dá especial destaque às histórias em língua cantonesa e à nova geração de realizadores num momento de viragem na história da Região Administrativa Especial chinesa. A seleção inclui: a estreia mundial de “Hell Bank Presents: Running Ghosts” (2020), de Mark Lee, as estreias norte-americanas de “Memories to Choke on, Drinks to Wash Them Down” (2019), de Leung Ming Kai e Kate Reilly, “The Grand Master” (2020), de Dayo Wong, “Unleashed” (2019), de Kwok Ka Hae e Ambrose Kwok e a estreia dos já mencionados “My Prince Edward” e “Legally Declared Dead”, além de “Witness Out of the Blue” (2019), de Andrew Fung – um dos poucos e melhores representantes de um gênero que colocou o cinema de Hong Kong no mapa: o crime suspense.

Mantendo a continuidade com as raízes do festival, a edição deste ano também apresenta “Chasing Dream” (2019), o último filme de Johnnie To, l’enfant terrible do cinema de Hong Kong que se tornou uma espécie de santo padroeiro do evento. NYAFF tornou-se o primeiro festival e instituição a trazer os estilos cinematográficos selvagens de To e sua equipe para os EUA com a série inovadora, “Expect the Unexpected: Contemporary Urban Cinema from Milkyway Image Productions” em 2000.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Conforme a NYAFF, a seleção de filmes deste ano do Japão prova ser tão eclética como sempre, com uma diversidade fascinante de estilos e temas, por criadores emergentes e estabelecidos. Há sofisticação cinematográfica saliente no trabalho ressonante dos cineastas que retornam: o conto preventivo e alarmante de Naito Eisuke “Forgiven Children” (2020); o hipnoticamente enigmático “Beneath the Shadow” (2020) de Otomo Keishi, diretor da trilogia “Samurai X”. Do outro lado do espectro está o hilariante e desconfortável “A Beloved Wife” (2019), de Adachi Shin; e para completar o drama sobrenatural de Sabu, “Dancing Mary” (2019), e a adaptação choconte de “Miyamoto” (2019), de Mariko Tetsuya e muito mais.

Em um momento em que Hollywood e a nova superpotência do Leste Asiático andam de mãos dadas, a seleção da China continua a mostrar uma ampla seleção de títulos que reflete a versatilidade da produção de filmes do continente e coloca os holofotes em novos diretores : a lista de programação inclui um novo título que mostra a repentina ascensão do setor de animação chinês com o recente sucesso de “Mr. Miao” (2020), com estreia de Li Lingxiao na direção. Produzido pela equipe responsável pelo campeão de bilheteria “Ne Zha” (2019), de Yu Yang, o filme, lançado na China em 31 de julho, atraiu elogios e comparações com as produções do Studio Ghibli.

Também no menu está uma versão original do gênero scifi: “Gone with the Light” (2019), de Dong Run Nian, um filme de estreia incrivelmente original do cineasta, que se tornou conhecido como o roteirista de “Mr Six” (2015), de Guan Hu e “Crazy Alien” (2019), de Ning Hao. O filme, impulsionado pelas atuações do ator estrela Huang Bo e um elenco feminino de estrelas (Bai Baihe, Song Chunli, Wen Qi, Huang Lu), casou artisticamente um drama poderoso com tropos de gênero. Além de destacar novos talentos, a seleção chinesa inclui o trabalho mais recente do diretor da sexta geração Wang Rui por (e um dos melhores até hoje) drama em língua mongol “Chaogtu with Sarula” (2019).

Este slideshow necessita de JavaScript.

Desde o primeiro dia de nosso lançamento, nosso objetivo é sempre promover e exibir os mais recentes filmes asiáticos de qualidade para o público internacional. Portanto, é um grande prazer trabalhar com o NYAFF, um dos mais importantes festivais de cinema asiático do mundo, em sua 19ª edição, seguindo nossas parcerias de sucesso com o Shanghai International Film Festival e o Bucheon International Fantastic Film Festival. Como uma plataforma baseada em tecnologia e dados, criamos um ecossistema virtual exclusivo e de ponta para acomodar todas as várias demandas de festivais internacionais, distribuidores e expositores tradicionais”, enfatizou Jack Gao, sócio fundador e diretor executivo da Smart Cinema, que trabalha com cinemas virtuais, auxiliando nos lançamentos “teatrais” dia a dia de filmes asiáticos na América do Norte. É acessível a partir de dispositivos de plataforma cruzada, incluindo telefones celulares iOS / Android e smarts TVs.

Estamos honrados que NYAFF tenha escolhido Smart Cinema USA para ser seu parceiro, enquanto eles continuam exibindo os melhores filmes de toda a Ásia durante esta pandemia global. A Smart Cinema tornou-se o principal destino de cinema virtual para filmes na Ásia e temos o compromisso de replicar esse sucesso na América do Norte”, salientou Doris Pfardrescher, presidente, diretora executiva da “Well Go USA” e membro do conselho da Smart Cinema USA.

Neste momento, em que o trabalho dos festivais pode parecer uma batalha de retaguarda, fico feliz por dar um salto ao desconhecido e ir em busca do Oriente, não só pelos filmes, mas por novas formas de exibição desses filmes”, disse Samuel Jamier, diretor executivo e presidente do New York Asian Film Festival & Foundation, principal organização sem fins lucrativos dedicada à exibição e valorização da cultura do cinema asiático em todas as suas formas, com festivais e programas durante todo o ano, e com o objetivo de construir pontes entre Ásia e os Estados Unidos.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Lista de filmes completa

BUTÃO
– Lunana: A Yak in the Classroom (Pawo Choyning Dorji, 2019) New York Premiere

CHINA
– Gone With the Light (Dong Runnian, 2019) North American Premiere
– Chaogtu with Sarula (Wang Rui, 2019) North American Premiere
– Mr. Miao (Li Lingxiao, 2020) International Premiere

HONG KONG PANORAMA
Apresentado com o apoio do Escritório Econômico e Comercial de Hong Kong em Nova Iorque
– Chasing Dream (Johnnie To, 2019) New York Premiere
– My Prince Edward (Norris Wong, 2019) East Coast Premiere
– Hell Bank Presents: Running Ghost (Mark Lee, 2020) World Premiere
– The Grand Grandmaster (Dayo Wong, 2020) North American Premiere
– Legally Declared Dead (Yuen Kim Wai, 2019) U.S. Premiere
– Memories to Choke on, Drinks to Wash Them Down (Leung Ming-kai, Kate Reilly, 2019) North American Premiere
– Unleashed (Ka Hei Kwok and Ambrose Kwok, 2019) North American Premiere
– A Witness out of the Blue 犯罪現場 (Fung Chih Chiang, 2019) New York Premiere

INDONÉSIA
– Abracadabra (Faozan Rizal, 2019 ) North American Premiere

JAPÃO
– Family Bond (Gonno Hajime, 2019) North American Premiere
– A Beloved Wife (Adachi Shin, 2019) North American Premiere
– Miyamoto (Mariko Tetsuya, 2019) New York Premiere
– Dancing Mary (Sabu, 2019) North American Premiere
– Forgiven Children (Naito Eisuke, 2019) International Premiere
– One Night (Shiraishi Kazuya, 2020) North American Premiere
– Beneath the Shadow (Otomo Keishi, 2019) North American Premiere
– They Say Nothing Stays the Same (Odagiri Joe, 2019) U.S. Premiere

CAZAQUISTÃO
– Tomiris (Akan Satayev, 2019) North American Premiere

MALÁSIA
– Geran (Areel Abu Bakar, 2019) North American Premiere
– Soul (Roh) (Emir Ezwan, 2020) North American Premiere
– Victim(s) (Layla Zhuqing Ji, 2020) North American Premiere

FILIPINAS
– The Girl and the Gun (Rae Red, 2019) North American Premiere
– John Denver Trending (Arden Rod Condez, 2019) East Coast Premiere

COREIA DO SUL
Apresentado com o apoio do Centro Cultural Coreano de Nova Iorque
– Secret Zoo (Son Jae-gon, 2019) New York Premiere.
– Hitman: Agent Jun (Choi Won-sub, 2020) North American Premiere
– Forbidden Dream (Hur Jin-ho, 2019) International Premiere
– Lucky Chan-sil (Kim Cho-hee, 2019) North American Premiere.
– Baseball Girl (Choi Yuntae, 2019) International Premiere
– Beasts Clawing at Straws (Kim Yong-hoon, 2019) n/a.
– Beauty Water (Cho Kyung-hun, 2020) U.S. Premiere
– Moving on (Yoon Danbi, 2019) North American Premiere
– Kim Ji-young, Born 1982 (Kim Do-young, 2019) US Continental Premiere

Série SF8: uma antologia de oito filmes de ficção científica:
The Prayer (Min Kyu-dong, 2020) International Premiere
Empty Body (Kim Ui-seok, 2020) International Premiere
Love Virtually (Oh Ki-hwan, 2020) International Premiere
White Crow (Jang Cheol-s, 2020) International Premiere
Blink (Han Ga-ram, 2020) International Premiere
Baby It’s Over Outside (Ahn Gooc-jin, 2020) International Premiere
Joan’s Galaxy (Lee Yoon-jung, 2020) International Premiere.
Manxin (Noh Deok, 2020) International Premiere

TAIWAN
– Wild Sparrow (Shih Li, 2019) New York Premiere.
– Detention (John Hsu, 2019) New York Premiere
– IWeirDO (Liao Ming-yi, 2020) US Premiere.
– Heavy Craving (Hsieh Pei-ju, 2019) East Coast Premiere
– The Gangs, the Oscars and the Walking Dead (Kao Pin-chuan, 2019) US Premiere.
– Dear Loneliness (Lien Chien-hung, Sunny Yu, Liao Jhe-yi, 2019) North American Premiere
– Miss Andy (Teddy Chin, 2020) North American Premiere

VIETNÃ
– Rom (Tran Thanh Huy, 2019) New York Premiere.

Deixe seu comentário

Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: