Marcelo Delacroix apresenta show online “Tresavento e Novas Canções” dia 11/12

Marcelo Delacroix. Crédito: Rodrigo Marroni.

“Chacoalhando pensamentos
Mais veloz do que outra vez
Ir embora sem demora
Logo agora que você é você”
(Trecho da música Tresavento, de Marcelo Delacroix e Leandro Maia)

No dia 11 de dezembro (sexta-feira), às 21h, o cantor e compositor Marcelo Delacroix realiza o show online “Tresavento e Novas Canções”. Além das músicas do disco nomeado ao Grammy Latino, serão apresentadas composições inéditas. Os ingressos podem ser adquiridos pela plataforma Sympla, com ingressos para todos os bolsos, inclusive gratuito. A exibição será no YouTube.

No repertório do show estarão as canções “Tresavento” e “História de Nós Dois” (inspiradas na literatura), compostas com Leandro Maia; “Milonga Moura” e “Ponta de Estoque” (parcerias com Jerônimo Jardim) e “Folia do Divino” (letra de Rubem Penz). Entre as inéditas estão “Precisamos Conversar”, composta com Mário Falcão; “Fio de Ar”, sobre poema de Mar Becker e “Luna Diurna”, em parceria com Raul Ellwanger.

 

A música de Delacroix dialoga naturalmente com o ouvinte atento de qualquer lugar. Embebidas por melodias inspiradas, que alimentam o prazer estético, as letras que canta são universalmente brasileiras. E a voz suave, com timbre único, entra nesse conjunto para particularizá-lo. É Marcelo Delacroix. Ponto“. (Juarez Fonseca, Zero Hora)

Resultado de um financiamento coletivo que envolveu mais de 380 colaboradores, o álbum Tresavento está disponível nas plataformas digitais, entre elas o Spotify, e suporte físico. O show de lançamento do disco em teatro, que acabou suspenso em função da pandemia, acontece agora em formato online. “É uma comemoração e também um ato de resistência”, explica Marcelo Delacroix. “E também serve de prévia de projetos futuros”, promete.

Nascido em Curitiba (PR) em julho de 1966 e radicado em Porto Alegre (RS) desde a infância, Delacroix é compositor, cantor e produtor. Iniciou seus estudos na Escola de Música da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (OSPA) e graduou-se em música no Instituto de Artes da UFRGS. Atua ainda como educador musical para crianças e adultos.

Lançou cinco discos autorais: “Grupo Quebra Cabeça” (instrumental, 1994), “Marcelo Delacroix” (2000) e “Depois do Raio” (2006), ambos vencedores do prêmio Açorianos de Melhor Disco MPB; “Canciones Cruzadas” (2013) em parceria com o uruguaio Dany López. Seu trabalho mais recente é “Tresavento” (2020). O músico também compôs diversas trilhas para produções de teatro, dança, televisão e cinema.

Deixe seu comentário

Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: