Rússia pronta para organizar conversações palestino-israelenses diretas

O o ministro das relações exteriores russo Sergei Lavrov. Crédito: https://www.aa.com.tr/

A Rússia está pronta para organizar conversações diretas entre israelenses e palestinos para diminuir as tensões crescentes entre os dois lados, disse o ministro das relações exteriores russo, nesta segunda-feira. Em uma entrevista coletiva em Moscou após uma reunião com seu homólogo em Serra Leoa David John Francis, Sergei Lavrov pediu aos israelenses e palestinos que parassem de lutar.

Para negociações diretas – e somente por meio delas podemos chegar a um acordo sobre a criação de um Estado Palestino que viva em paz e segurança, de acordo com as decisões do Conselho de Segurança da ONU, ao lado de Israel e outros países da região, – para que tais negociações comecem, é necessário parar a violência de todas as partes“, disse ele. Lavrov lembrou que as resoluções da ONU sobre o problema palestino fornecem a solução de dois Estados para o problema palestino, o status quo dos lugares sagrados de Jerusalém e proíbem estritamente as atividades ilegais israelenses. “Condenamos ataques de ambos os lados, visando áreas residenciais. Os ataques contra alvos civis são inaceitáveis“, disse Lavrov.

O ministro também condenou as atividades de assentamento israelense, dizendo: “Está assumindo formas tão extremas como jogar gente na rua“. “Acreditamos que a comunidade internacional não deve ficar indiferente ao que está acontecendo. Tem o quarteto [no Oriente Médio] de mediadores internacionais que têm a obrigação direta de contribuir para a solução da questão palestina”, disse. O ministro acrescentou que o Conselho de Segurança da ONU “enviou todos os sinais necessários” após a reunião de domingo e que “agora tudo depende da capacidade de negociação das partes e de sua boa vontade”.

Vamos ajudá-los a encontrar acordos para acalmar a atual fase muito quente do conflito e para iniciar as negociações o mais rápido possível“, disse ele. Francis disse que Serra Leoa considera que “uma paz confiável e duradoura” para o problema palestino só é possível por meio de negociações políticas e do estabelecimento de dois Estados. “Devem ser dois estados – Israel e Palestina – que vivam lado a lado em paz e segurança, essa é a nossa posição“, disse ele. Os militares israelenses realizaram ataques aéreos na Faixa de Gaza desde 10 de maio, matando pelo menos 200 palestinos, incluindo mulheres e crianças, e deixando um rastro de destruição em massa. Escritórios de mídia e centros de saúde estão entre as estruturas visadas.

Fonte: Texto originalmente publicado em inglês no site da Agência Anadolu.
Link direto: https://www.aa.com.tr/en/palestine-under-attack/russia-ready-to-organize-direct-palestinian-israeli-talks/2244680

Tradução do inglês para o português: Alessandra Scangarelli Brites, editora da Revista Intertelas

Elena Teslova
Articulista da Agência turca Anadolu

Deixe seu comentário

Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: