Korean Film Archive descobre e disponibiliza filmes coreanos raros da era colonial japonesa na internet

Uma cena de “Geulloui Kkeuteneun Ganani Eopda”, dirigido por Lee Gyu-seol, que foi criado no final dos anos 1920. Crédito: KOFA/The Korea Herald.

Os curtas-metragens coreanos feitos durante o período colonial japonês agora podem ser vistos online. Quatro curtas-metragens – “Geulloui Kkeuteneun Ganani Eopda”, “Ondol”, “Gyeongseongsosik” e “Manjueseoui Jeontu” – descobertos por meio do projeto KOFA’s Cinematheque KOFA Restoration foram convertidos em formato digital e disponibilizados no canal Korean Classic Film no YouTube e no site do KMDb do Korean Film Archive. Acredita-se que o filme de 19 minutos intitulado “Geulloui Kkeuteneun Ganani Eopda”, dirigido por Lee Gyu Seol, tenha sido feito no final dos anos 1920. O título traduz-se aproximadamente como “Não há pobreza no fim do trabalho”. KOFA enfatizou que o filme de Lee é uma fonte valiosa para estudar o início da história do cinema coreano.

“Geulloui Kkeuteneun Ganani Eopda” foi encontrado em 2019 no Gosfilmofond, o Arquivo Estatal de Cinema da Rússia. O filme foi criado para passar a mensagem de que se você trabalhar muito e economizar dinheiro, dias melhores virão, com alguns elementos da comédia pastelão. Há cenas em que o protagonista acidentalmente cai e tropeça com o amigo e mostra gestos exagerados com as mãos, segundo o KOFA. O filme também inclui efeitos de animação no início, quando o título em japonês aparece com um sol. O diretor Lee, que interpretou o pai do protagonista no icônico filme “Arirang” (1926) dirigido por Na Woon Kyu, também fez uma participação especial em seu próprio filme.

“Geulloui Kkeuteneun Ganani Eopda” (1920)

“Gyeongseongsosik” (1920)

“Ondol” (1941), também encontrado na Rússia, tem 10 minutos de duração. O filme foi criado para apresentar o tradicional ondol da Coréia, ou pisos aquecidos, ao Japão. É valioso porque mostra como as pessoas da época viviam, bem como os edifícios da época em grande detalhe. Com apenas três minutos, “Gyeongseongsosik”, que significa “Notícias de Seul”, é um filme de 35 milímetros que mostra como a Coreia era no final dos anos 1920 aos 1930. Foi doado pelo Toy Film Museum em Kyoto, Japão, e digitalizado pela KOFA. Além disso, cenas que mostram a arquitetura da era Joseon foram extraídas e digitalizadas do documentário “Manjueseoui Jeontu” (1931), ou “Batalha em Manju”, para visualização online. O documentário foi descoberto no Bundesarchiv da Alemanha em 2004.

Fonte: Texto originalmente publicado em inglês no site do The Korea Herald.
Link direto: http://www.koreaherald.com/view.php?ud=20210608000877&np=1&mp=1

Song Seung Hyun
Articulista do The Korea Herald

Tradução – Alessandra Scangarelli Brites, Intertelas

“Ondol” (1941)

“Manjueseoui Jeontu” (1931)

Deixe seu comentário

Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: