“Um Samurai em São Paulo” participa da 46ª Mostra Internacional de Cinema em SP

“Um Samurai em São Paulo”, produzido e dirigido por Débora Mamber Czeresnia. Crédito: https://elocompany.com/

O documentário “Um Samurai em São Paulo”, produzido e dirigido por Débora Mamber Czeresnia, integra a 46ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, que acontece de 20 de outubro a 02 de novembro e traça um panorama da produção cinematográfica mundial. Selecionado entre os concorrentes da Mostra Brasil Competição Novos Diretores, o longa-metragem narra a trajetória do mestre de karatê japonês Taketo Okuda, falecido no início de 2022 aos 79 anos depois de mais de seis décadas dedicadas à arte marcial das mãos vazias.

Distribuído pela Elo Studios, o longa poderá ser visto no dia 25 de outubro, às 20h15, na Reserva Cultural, e dia 26 de outubro, às 14h, no MIS (Museu da Imagem e do Som). “Um Samurai em São Paulo”, fez parte do Selo ELAS, uma iniciativa da Elo Studios que fomenta filmes feitos por mulheres, na intenção de ajudar na equidade de gênero do setor.

“Um Samurai em São Paulo”, produzido e dirigido por Débora Mamber Czeresnia. Crédito: https://elocompany.com/

A história de Okuda é narrada pela perspectiva de Débora, sua aluna, brasileira e neta de sobreviventes do Holocausto, que encontrou na arte marcial muito mais do que disciplina e força. “Enquanto o Brasil e o mundo assistem à escalada de discursos agressivos e bélicos, o que Okuda nos traz é um potente grito de kiai de resistência, nos convidando a repensar a necessidade de armar-se contra o outro. Por isso, ‘Um Samurai em São Paulo’ é um filme extremamente atual”, comenta Débora.

Discípulo Masatoshi Nakayama, responsável pela difusão do karatê Shotokan no Ocidente, Okuda muda-se para o Brasil na década de 70 incumbido da missão de ensinar as técnicas da Associação Japonesa de Karatê. A partir de então, forma uma geração de atletas que marca o desenvolvimento da modalidade no país. Com a morte de seu mestre, nos anos 80, afasta-se das competições esportivas e passa a usar a prática como ferramenta para alcançar a transcendência. A programação da 46ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo conta com 231 filmes, vindos de 60 países, que serão apresentados nas seções Perspectiva Internacional, Competição Novos Diretores, Mostra Brasil e Apresentação Especial, além da exibição de filmes restaurados e em realidade virtual.

Deixe seu comentário

por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: