Diário das Fontes: março – o mês que comemora a luta global da mulher

Combatentes soviéticas durante a Segunda Guerra. Crédito: Serg.

O Diário de Fontes deste mês de março faz um apanhado de como foi celebrado o Dia Internacional da Mulher. Evento que ocorre anualmente no dia 8 de março. A comemoração deste dia nos tempos atuais assumiu características bastante diferentes dos movimentos que o originaram no início do século XX. Hoje, em grande parte, a data serve mais como cortejo às mulheres e aos papeis que exercem como mães, amigas, parceiras, filhas e esposas. Tal figura social é bastante moldada por valores de uma sociedade ainda muito paternalista.

Ou, do contrário, fala-se muito sobre o empoderamento das mullheres e ainda se misturam outras questões como a de LGBTs e, claro, questões de gênero, das relações de poder entre homens e mulheres e dos direitos das mulheres ainda não adquiridos, como o aborto e etc. Nas reivindicações destes grupos existem pautas extremamente importantes, contudo elas afastarem-se das demandas que iniciaram o movimento e que são ainda de extrema importância. Estas abordavam, acima de tudo, a igualdade e a liberdade da mulher operária.

Pois, no início do século XX, a luta das mulheres, na sua origem, não tinha esta proposta de celebrar a visão conservadora do papel da mulher na sociedade, nem a visão de feministas mais radicais. Na realidade, o movimento objetivou seus esforços em prol da causa operária, incitada por mulheres trabalhadoras pobres e com o aval e impulsionamento dos partidos e movimentos socialistas/comunistas ao redor do mundo.

Levando em conta o contexto atual, é importante salientar que de nada adianta ter um comercial da Nike que aborda o empoderamento das mulheres, advocando em prol da causa e, o mesmo tempo, termos milhares de trabalhadoras ao redor do mundo sendo exploradas pela empresa, ganhando muito pouco pela sua força de trabalho. Incentivar um feminismo nestes moldes, que não leva em conta a luta de classes, é apenas trocar um patrão ruim e explorador por uma patroa tão má quanto ele.

Por fim, a história do movimento e de sua celebração anual surgiu com um evento organizado pelo Partido Socialista da América, no dia 20 de fevereiro de 1909, em Nova Iorque, em que foram realizadas diversas manifestação pela igualdade de direitos civis e em favor do voto feminino. Segundo a BBC News Brasil, em 1910, em Copenhague, durante as Conferências de Mulheres da Internacional Socialista, a  professora, jornalista e política marxista alemã, figura histórica do feminismo, Clara Zetkin, sugeriu que o Dia da Mulher passasse a ser celebrado todos os anos, mas ainda sem estabelecer uma data específica.

Foi na Rússia do Império Czarista que o movimento tomaria grandes proporções. Já em 1913, as mulheres russas celebravam o dia com manifestações realizadas no último domingo de fevereiro. Em 8 de março de 1917, ou 23 de fevereiro, no calendário gregoriano, a Rússia Imperial assistiu a uma das maiores passeatas já realizadas de mulheres que exigiam o fim da carestia (em outras palavras: a fome), a falta de empregos e a deterioração geral das condições de vida.

Protestos das mulheres que levaram à Revolução de 1917. No cartaz em russo diz “direito de sufrágio para as mulheres”. Crédito: Crédito: PROUFU.ru

Uniram-se a elas em sua marcha, diversos operários metalúrgicos, estendendo o protesto por dias, e, por conseguinte, foram a força embrionária da Revolução de 1917. Assim, o Dia da Mulher passou a ser comemorado nesta data pelo movimento socialista nos países que compunham o Bloco Soviético.

“As mulheres estão no coração da reprodução humana. As mulheres devem ser passivas, obedientes, disponíveis e conciliatórias. As mulheres que se afastam, se recusam a aceitar tudo isso, podem até pegar em armas. Elas não deveriam fazer isso. É por isso que as pessoas nos odeiam. ”- Ulrike Meinhof

Esquerda para a direita: Ulrike Meinhof – Fração do Exercito Vermelho (RAF); Leila Khaled – Frente Popular para a Libertação da Palestina (FPLP); Shigenobu Fusako – Exército Vermelho Japonês (EVJ). Crédito: READ OPIUM – WordPress.com

Em 1975, a Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu o 8 de março como Dia Internacional da Mulher, sendo a data comemorada em mais de 100 países,  a ocasião é sempre uma oportunidade para que protestos por direitos ocorram, ou para uma simples comemoração do feminino. Leia notícias, artigos e veja vídeos, além de dica audiovisuais que a Revista Intertelas selecionou que englobam lutas por direitos e questões referentes ao universo das mulheres.

BBC News (05/03/2019) – International Women’s Day: History, strikes and celebrations

The Tokyo Weekender (06/03/2019) – Celebrating International Women’s Day: 5 Japanese Women Who Have Left Their Mark on History

China Highlights (07/03/2019) – International Women’s Day in China

Sputnik (07/03/2019) – Russia’s Real Secret Weapon: Females Wear Military Uniforms

The Moscow Times (07/03/2019) – Russia’s Women On Every Day Besides Women’s Day

BBC News (07/03/2019) – Dia Internacional da Mulher: a origem operária do 8 de Março

Sputnik (08/03/2019) – On Int’l Women’s Day Celebrate the Inspirational Women Who Surround You

South China Morning Post (08/03/2019) – 5 women trailblazers who show the men there are no gender barriers to jobs

South China Morning Post (08/03/2019) – Not girls, queens or goddesses: calls in China for a return to the real meaning of women’s day

South China Morning Post (08/03/2019) – China’s gig economy attracting more women as they seek financial independence amid slowing economy

The Korean Times (08/03/2019) – Darkroom: International Women´s Day

Womens Day Celebration – India (08/03/2019) – Women’s Day in India

Euronews (08/03/2019) – South Koreans hold rally on International Women’s Day

Deutchland.de (08/03/2019) – Criar igualdade de chances: assim a Alemanha engaja-se mundialmente pela igualdade e pelos direitos das mulheres

El País Brasil (08/03/2019) – Dia da Mulher – fotos jornalísticas das manifestações ocorridas em vários cantos do Brasil

The Japan Times (08/03/2019) – Six years into Abe’s womenomics push, women in Japan still struggling to shine

The Japan Times (08/03/2019) – International Women’s Day marked with marches and protests across the globe

Xinhua (09/03/2019) – Italy marks Int’l Women’s Day with ceremonies, marches and strike

India Times (09/03/2019) – From A Salesgirl To India’s Woman Defence Minister, Here’s Nirmala Sitharaman’s Story

El País Brasil (09/03/2019) – Movimento feminista prova sua força com mobilização maciça nas ruas da Espanha

Clarín (09/03/2019) – Jornada de lucha – Así se vive el Día Internacional de la Mujer en Argentina

Sputnik (09/03/2019) – Sororidad y justicia: multitudinaria marcha en Argentina por el Día Internacional de la Mujer 

El País (10/03/2019) – Las estudiantes lideran en las calles la protesta feminista del 8 de marzo

Dia Internacional da Mulher assinalado mundialmente – Euronews

Dia Internacional da Mulher marcado por manifestações – Euronews

Dicas de filmes 

A Batalha por Sebastopol (Rússia)

A Paixão de Joana d´Arc (França)

A Encantadora de Baleias (Alemanha/Nova Zelândia)

Rosa de Luxemburgo (Alemanha ocidental)

O Piano (Nova Zelândia, Austrália e França)

A Rainha de Katwe (Estados Unidos)

As Cinco Graças (Turquia)

Garotas (França)

Persépolis (França)

Ixcanul (Guatemala)

Queen (India)

Aquarius (Brasil)

Much Loved (Marrocos)

Difret (Etiópia)

I Am Not Madame Bovary (China)

Dukhtar (Paquistão)

Soldado Jane (Estados Unidos)

As Sufragistas (Reino Unido)

Resistance The Yoo Kwan soon Story (Coreia do Sul)

Onibaba (Japão)

A Rua da Vergonha (Japão)

Girls Always Happy (China)

Yae no Sakura (Japão)

Estrelas Além do Tempo (Estados Unidos)

Absorvendo o tabu (India)

A Special Lady (Coreia do Sul)

Que horas ela volta? (Brasil)

Chiquinha Gonzaga (Brasil)

Violeta vai para o céu (Chile, Argentina, Brasil)

Cleopatra (Argentina)

Ella(s) (Argentina)

Between Rings (Finlândia | Zâmbia)

PRICE OF LOVE (Etiópia)

love the one you love (África do Sul)

Women´s Prison (Irã)

Leila (Irã)

The Circle (Irã, Itália e Suíça)

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: