Dica Intertelas: filme soviético “A questão russa”, de Mikhail Romm

Cena do filme “A questão russa”. O ator Vsevolod Aksionov vive o jornalista Harry Smith que vai a Moscou impulsionar a Guerra Fria. Crédito: G21.

Esta produção é uma reflexão bastante crítica sobre o uso dos grandes veículos de comunicação como ferramenta para impulsionar uma nova forma de conflito: a guerra das ideias, as batalhas pelos corações e mentes do público espectador. Dirigido por Mikhail Romm, o filme aborda a atuação de jornais norte-americanos, durante a Guerra Fria, nesta nova forma de competição propagandística.

Cena do filme “A questão russa”. Crédito: Jornal O Sul.

Trata-se ainda de uma adaptação da peça teatral do escritor soviético Konstantin Simonov, que conta a história do jornalista Harry Smith, enviado a Moscou por McPherson e Gould, um conglomerado de impressos, que tinha o intuito de propagar e fomentar novas iniciativas de comunicação contrárias a União das Repúblicas Socialistas Soviéitcas (URSS). Ao retornar para os Estados Unidos, ele acaba por redigir um livro que não condiz com as expectativas de patrões.

Desta forma, Smith passa a ser perseguido, sendo aos poucos privado de seu salário, casa e trabalho. Assim, ele acaba por voltar-se contra esta situação, ao fazer parte de grupos políticos progressistas e sendo porta-voz deles nos Estados Unidos. O filme estreou nos cinemas da União Soviética em 8 de março de 1948. Para adquirir o dvd, acesse o site da CPC-UMES Filmes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: