Integralismo: o fascismo de hoje e ontem na sociedade brasileira

Crédito: INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora.

O Integralismo foi um movimento de extrema-direita que teve destaque no Brasil entre 1932 e 1938, através do grupo Ação Integralista Brasileira (AIB). Ao longos dos anos, em especial nos anos 1980, com o falecimento de suas principais lideranças, entre elas Plínio Salgado, os integralistas foram perdendo grande parte de seu poder de influência. Contudo, continuam a atuar mesmo que de forma mais tímida e clandestina entre os setores sociais mais conservadores da sociedade brasileira.

Na imprensa atual, como antigamente, ainda é possível encontrar muitos de seus pensamentos e vínculos políticos. Estas e outras informações e análises estão no artigoO fascismo de ontem e de hoje: integralismo em perspectiva histórica” , escrito pelo
doutorando em História Social pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) Vinícius da Silva Ramos, publicado na Revista Intertelas.

O também professor, que lançará um livro sobre o assunto, concedeu entrevista ao programa Núcleo Política e Cidadania, transmitido pela TV Comunitária da Rio de Janeiro (TVC Rio).  Ramos fez uma análise da conjuntura política interna do Brasil com o jornalista e diretor da TVC Rio Moysés Corrêa sobre o fascismo do passado e de hoje. que ainda permeia a sociedade brasileira. O vídeo pode ser conferido também no Canal da TVC Rio no YouTube.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: