O acordo Mercosul e União Europeia e as implicações para a economia brasileira

Crédito: Automotive Business.

Em um cenário econômico mundial onde o setor financeiro ainda se mantém como o principal tomador de decisões, promovendo a ideologia neoliberal entre  muitos economistas e líderes nacionais, a máxima de que o livre comércio e o Estado mínimo são requisitos essenciais para o desenvolvimento econômico continua imperando em algumas regiões. Atualmente, no Brasil, o governo de Jair Bolsonaro assumiu esta linha de atuação e, no final de junho deste ano, apoiou a assinatura de um acordo de livre comércio entre Mercosul e União Europeia, dois blocos que representam juntos cerca de 25% do PIB do planeta. Contudo, nem todos concordam que esta seja a resposta para incitar crescimento e desenvolvimento econômico para o Brasil.

Uma parte significativa dos economistas, que não adere a esta linha de política econômica, acredita que a iniciativa representa a entrega das riquezas e a fragilização da indústria nacional, dentro de uma lógica neocolonialista. Para analisar esta questão com maior profundidade, a Rádio Web Rebelde, na estréia de seu novo programa Jogada Geopolítica, debateu este tema, suas consequências e a atual situação da política externa brasileira. Participaram desta edição Daniel Corrêia, professor e mestre em Relações Internacionais e Cristine Zanella, professora da Universidade Federal do ABC (UFABC). Para acompanhar o debate assista o vídeo  abaixo.

Deixe seu comentário

Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: