Organização da Rússia anuncia o novo projeto histórico e literário “Povos do BRICS: dedicado aos heróis de guerra”!

A veterana Galina Brok-Beltsova, aos 94 anos, no 74° aniversário da Vitória sobre o Nazismo, ano passado, 2019, segura o livro de Carlos Daróz, onde seus feitos heróicos são citados. Ela que foi tenente e integrou o grupo de aviadoras soviéticas que aterrorizaram os nazistas e receberam dos próprios alemães o nome de “Bruxas da Noite”. Crédito: Facebook do Consulado Geral da Rússia no Rio de Janeiro/ BRICS: Mundo das Tradições.

Durante a comemoração do 75º aniversário da vitória na Grande Guerra Patriótica de 1941-1945 e na Segunda Guerra Mundial e no ano da presidência russa do BRICS, a Organização Pública Regional “BRICS: Mundo das Tradições”, localizada em Moscou, Rússia, e a União Internacional das Associações Públicas“ Comitê Público de Veteranos de Guerra ”, em Moscou, na Rússia, estão implementando o projeto histórico e literário que integra os cinco países que compõe o BRICS: “Povos do BRICS.: dedicado a heróis de guerra!”.

Os parceiros do projeto são o canal TV BRICS, a Revista Intertelas (Rio de Janeiro), a Revista International Affairs, que consagra constantemente os projetos humanitários multilaterais da organização no campo dos BRICS. A ideia do projeto nasceu no Distrito Administrativo do Norte de Moscou, onde a BRICS: Mundo das Tradições opera, e está sendo implementada com o apoio do Departamento de Planejamento de Política Externa e dos departamentos relevantes do Ministério de Relações Exteriores da Federação da Rússia, o Ministério da Cultura do país, embaixadas dos países do BRICS na Federação da Rússia, embaixadas e consulados da Rússia nos países da aliança.

Planejam atuar como parceiros do projeto: organizações russas e internacionais de veteranos de guerra e serviço militar dos países da aliança, participantes do programa de longo prazo “Desfile das tradições dos povos do BRICS”, incluindo o Instituto do Extremo Oriente (Academia Russa de Ciências), Instituto da América Latina ( Academia Russa de Ciências), Instituto dos Países Asiáticos e Africanos (Universidade Estadual de Moscou), o Chefe do Departamento de Relações Internacionais e Política Externa do Instituto Estatal de Relações Internacionais de Moscou (MGIMO), que faz parte do Ministério das Relações Exteriores da Rússia Boris Martinov, o Integrante Homenageado do Serviço Diplomático da Federação da Rússia, Doutor em Ciências Históricas, Professor Oleg Peresypkin, Fórum Internacional do BRICS (Nova Délhi, Índia), representado pela Presidente Purnima Anand, Construtora “ASKOM” (Moscou), representada pelo Diretor Geral Aleksandr Raznatovski, e o Fundo de Caridade de Oksana Fedorova “Pressa para Bonificar”.

Na Segunda Guerra Mundial, os povos de todos os países do BRICS participaram da coalizão anti-Eixo: Brasil, Rússia (União Soviética), Índia, China e África do Sul. Este projeto tem o objetivo de tornar-se uma plataforma educacional pacífica com a qual as cinco nações contarão ao mundo informações historicamente verdadeiras sobre os representantes de seus países e outros Estados que salvaram o mundo do Fascismo e do Nazismo.

Nós, veteranos da linha de frente, não vivemos em vão a nossa vida. Conseguimos derrotar o Fascismo e instilar fé no triunfo de nossa causa comum. Portanto, todo rapaz lembre e honre os ganhos dos pais e avós, de todo o povo soviético ”.

Ivan Konev, marechal da União Soviética

Os únicos demônios neste mundo são os demônios que estão dentro de nossos próprios corações, e este é o lugar onde todas as batalhas devem ser travadas”.

Mahatma Gandhi

A guerra é a saída menos digna”.

Barão do Rio Branco

Ao longo da história, nosso pessoal passou por experiências difíceis. Mas a Grande Guerra Patriótica em sua escala, destruição e perda de vidas humanas foi incomparável. A guerra foi uma experiência dura para o povo soviético, que assumiu todas as suas dificuldades. Para preservar e transmitir às gerações futuras a memória dos heróis da Grande Guerra Patriótica e da Segunda Guerra Mundial é importante contar com sinceridade à geração atual e mais jovem sobre os heróis e suas façanhas em obras literárias baseadas em fatos históricos específicos de documentos de arquivo que preservam esse conhecimento.

O projeto visa unir as cinco nações com base na memória universal, na verdade histórica e no respeito pelos heróis e eventos da Segunda Guerra Mundial, com o auxílio de livros históricos publicados por autores de todos os países do BRICS sobre a participação de cada um na guerra, a Grande Guerra Patriótica de 1941-1945 e a grande contribuição da União Soviética para a Vitória sobre o Fascismo e o Nazismo.

O projeto baseia-se em uma exposição de livros produzidos nos países da aliança, coletados e recomendados para exibição por seus organizadores e parceiros. Uma grande ajuda na busca e recebimento de livros do Brasil e na realização de entrevistas com autores e veteranos brasileiros foi fornecida pelo Consulado Geral da Rússia no Rio de Janeiro, com a assistência pessoal do Cônsul Geral Vladimir Tokmakov. A apresentação do Projeto está prevista ainda para este ano, no Museu Central da Grande Guerra Patriótica de 1941-1945, no Monte Poklonnaya, em Moscou, com a participação dos autores dos livros, provenientes dos cinco países.

Os nomes de alguns livros falam por si. O Brasil forneceu os livros “A Grande Guerra Patriótica dos Soviéticos” e “Bruxas da Noite: as Aviadoras Soviéticas na Segunda Guerra Mundial”. A China forneceu o livro “A URSS e a China em uma luta conjunta contra a agressão japonesa durante a Segunda Guerra Mundial”. Os autores de livros indianos fornecidos pela Embaixada da Índia em Moscou falam sobre suas heroínas de guerra e Ases da viação desta país. O livro “Sul-africanos versus Rommel” é sobre uma batalha de tanques no deserto da Líbia durante a Segunda Guerra Mundial.

Entre a coleção russa de livros, há a trilogia “Pequenos Heróis da Grande Guerra” sobre pioneiros-heróis da Grande Guerra Patriótica e o livro “Mulheres Cavaleiras da Ordem da Glória” que merecem atenção especial. Também ocorrerá uma premiação cerimonial de prêmios memoráveis ​​de organizações veteranas russas e internacionais emitidas para este aniversário glorioso. Haverá uma troca mútua de medalhas e distintivos comemorativos, materiais valiosos entre veteranos dos países do BRICS, parceiros do Projeto. Os participantes do evento receberão como presente os livros “Pequenos Heróis da Grande Guerra” sobre jovens que participaram do conflito, bandeiras temáticas coloridas e lembranças feitas por estudantes das escolas de Moscou.

Um concerto festivo será um presente criativo para todos os convidados, nos quais o conhecido Conjunto de Música e Dança do Estado de São Petersburgo “Barynya” e o Centro para Desenvolvimento de Estética e Beleza “Katyusha” (Moscou) planejam participar e apresentar composições de dança com temas militares. O canal de TV do BRICS preparou um filme exclusivo de título “Stalingrado Desconhecido”, produzido por Anastasia Shkitina e dirigido por Andrei Gula, que incluiu uma entrevista com autores brasileiros de livros sobre a guerra como Carlos Daróz e João Cláudio Platenik. O documentário sfoi transmitido na TV BRICS durante o feriado de comemoração ao aniversário de 75 anos da Vitória e contou mais detalhes sobre as batalhas desconhecidas da Segunda Guerra Mundial, em que os veteranos de alguns países do BRICS comparam à Batalha de Stalingrado.

Por exemplo, o jornalista e escritor dinamarquês Peter Harmsen chamou a defesa de Xangai na China de “Stalingrado no Yangtze” e a Batalha de Kochemsk na Índia é conhecida como Stalingrado do Leste. A Batalha de El Alamein (África) é frequentemente comparada à Batalha de Stalingrado também. Os principais personagens do filme são: o mais jovem veterano brasileiro Melchisedech Afonso de Carvalho, que patrulhou as águas do oceano Atlântico durante os anos de guerra (no ano passado ele veio a Moscou para comemorar a vitória); Konstantin Mikhailovitch Sharov, participante da Batalha de Stalingrado, Zhotindra Mohun Nag, que lutou na frente birmanesa, Gu Huangsheng, que salvou seu país dos invasores japoneses, além de dois veteranos da África do Sul: Sidney Island e Joseph Wilkinson, que acompanharam os comboios do Ártico.

Fragmentos do filme e do livro, além de comentários da Coordenadora de Projeto, a Presidente da Organização BRICS: Mundo das Tradições Liudmila Sekatcheva, foram exibidos nos materiais informativos da rede internacional de TV BRICS. Um material de informação importante para este projeto foi um relatório sobre a realização da campanha do Regimento Imortal no Rio de Janeiro produzido em maio de 2019, filmado e exibido pela Revista Intertelas.

A editora-chefe da revista, Alessandra Scangarelli Brites, traduziu pessoalmente biografias detalhadas dos autores e do organizador brasileiros do livro “A Grande Guerra Patriótica dos Soviéticos” do português para o russo, e fez uma breve tradução do resumo de todos os capítulos da publicação, o que é especialmente importante para a apresentação da obra na Rússia, durante o aniversário da vitória.

Os valiosos materiais raros coletados para o filme “Stalingrado Desconhecido”, os livros para o projeto “Povos dos BRICS: dedicado aos heróis de guerra! ”, as entrevistas com veteranos de guerra e autores dos livros produzidos nos países da aliança terão uma contribuição inestimável para a celebração do 75º aniversário da Grande Vitória conjunta e a preservação pelos povos do BRICS da verdade histórica sobre esses eventos, a memória de seus heróis que pereceram e a honra dos vivos hoje. Os povos da aliança, que testaram e moderaram sua amizade nas estradas da guerra há 75 anos, continuam caminhando juntos, mas pelo caminho da amizade, bondade, harmonia e confiança, pavimentados por seus grandes filósofos e sábios.

Tradução e adaptação: Alessandra Scangarelli Brites

Fonte: Texto originalmente publicado em БРИКС: Мир Традиций
Link direto: http://www.bricsmt.ru/index.php/zhurnal/93-pyatistoronnij-istoriko-literaturnyj-proekt

Um comentário em “Organização da Rússia anuncia o novo projeto histórico e literário “Povos do BRICS: dedicado aos heróis de guerra”!

Adicione o seu

  1. bom dia saudaçoes para esta grande naçao russia na pessoa do seu presidente vladimir putin mi esta esperanto fraternalmente bentilho do rio de janeiro brasil viva a russia

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: