Chor Bazar, o mercado das pulgas e de antiguidades de Mumbai que inspirou filmes e livros

Chor Bazaar. Crédito: Commons Wikimedia.

Uma lenda em Mumbai diz que se você foi roubado, vá procurar o que lhe foi tomado no Chor Bazar, ou Bazar dos Ladrões. É um dos maiores mercados de pulgas e antiquários da Índia, lotado de bugigangas antigas ou de cópias, mas também de peças raras, como móveis coloniais, gravuras e antigos cartões postais, entre outros objetos.

Para quem é cinéfilo, há lojas especializadas em antigos posters de Bollywood, por exemplo. O importante é ir com paciência para pescar o que interessa. O Chor Bazar, aberto há 150 anos,  fica perto do famoso Crawford Market, no Sul de Mumbai, a região mais visitada da cidade por turistas. Mumbai, a antiga Bombaim, é a capital financeira da Índia. Há várias histórias sobre como o mais famoso bazar de Mumbai ganhou esse nome um pouco assustador. De qualquer forma, é bom lembrar que o local é bastante turístico e a única coisa que o visitante precisar ter cuidado é com mãos-leves, como se deve ter em qualquer lugar.

Dizem que no início o Cho Bazar era chamado de Shor Bazar, ou seja, mercado barulhento. Mas os britânicos, que então eram os colonizadores, pronunciavam incorretamente essa palavra em Hindi de forma que parecia ser Chor (ladrão). Mas há outra lenda que relaciona o nome Chor Bazar a um eventual desaparecimento de dentro de um navio no Mar das Arábias, que margeia Mumbai, de um violino e outro pertences da Rainha Vitória. Esses objetos foram encontrados depois e colocados à venda no mercado.

O Chor Bazar é citado em várias obras de literatura e há anos serve de cenários em vários filmes. Um dos livros famosos que citam esse mercado é o “Such a Long Journey” (Uma Longa Jornada), lançado em 1991 pelo escritor indo-canadense Rohinton Mistry, que concorreu ao Booker Prize. Nessa obra, o Chor Bazar é descrito como “um lugar nada bom”.

Em 1954, Bollywood produziu o filme “Chor Bazaar”, com os atores Shammi Kapoor, Sumitra Devi e Om Prakash. A trama ocorre durante o Império dos governantes muçulmanos mongóis que dominaram boa parte da Índia na Idade Média. Um nobre que vive no reino de Sherkand, no Golfo Pérsico mandou seus soldados trazerem para ele um homem confiável a quem ele pudesse encomendar um crime. Eles encontram um mendigo no Chor Bazar: Yusuf Ustad.

O nobre ordena a Yusuf que sequestre e mate uma criança (o menino Murad) que seria o próximo rei. O mendigo aceita a proposta, mas é incapaz de cometer o crime. Para que o nobre não saiba disso, ele sequestra a criança e deixa evidências (sangue) de que um crime teria ocorrido no local. O menino é levado para o Chor Bazar e cresce ali, sem que o nobre saiba que a criança estava viva.

Já rapaz, ele é levado por Yusuf de volta para Sherkand para retomar seu lugar como governante. Lá, o jovem príncipe se apaixona pela filha do nobre que encomendou o seu assassinato. Após muitas idas e vindas, no final, Murad, consegue não só casar com a moça como recuperar o trono. Há ainda um curta documentário, que foi selecionado para o Festival de Filmes Etnográficos, em Paris “The Spool Man” (2016), sobre um vendedor do Chor Bazar.

Fonte: Texto originalmente publicado no Beco da Índia.
Link direto: http://becodaindia.com/chor-bazar-o-mercado-das-pulgas-e-de-antiguidades-de-mumbai-que-inspirou-filmes-e-livros/

Deixe seu comentário

Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: