Festival Brasileiro de Cinema Fantástico (CINEFANTASY) divulga filmes selecionados para sua 11ª edição

Crédito: divulgação Cinefantasy.

11º Festival Brasileiro de Cinema Fantástico, que acontece de 16 a 29 de abril, online, na plataforma Belas Artes à La Carte, recebeu mais de 780 inscrições de 69 países, onde foram selecionados um total de 140 filmes, entre longas e curtas. Em Première Nacional, os filmes “Porcelana” de Jenneke Boeijink (Holanda), selecionado para o Festival Internacional de Roterdã; “Ravina”, de Balázs Krasznahorkai (Hungria), e “Morgana”, de Isabel Peppard, Josie Hess; “Amigo”, de Óscar Mártin (Espanha), “Coração Dilatado”, de Parish Malfitano (Austrália), “Mãe, Sou Amiga De Fantasmas”, de Sasha Voronov (Rússia), “Playdurizm”, de Gem Deger (República Tcheca), ” Os Guardiões Do Tempo”, de Aleksei Telnov (Rússia), “Post-Mortem”, de Péter Bergendy (Hungria), “Sayo”, de Jeremy Rubier (Canadá), serão exibidos pela primeira vez no festival.

Já os filmes brasileiros “A Senhora Que Morreu No Trailer”, de Alberto Camarero e Alberto de Oliveira,  “Como Vivem Os Bravos”, de Daniell Abrew, “Rodson Rodson Ou” (Onde O Sol Não Tem Dó) de Cleyton Xavier, “Clara Chroma e Orlok Sombra, Rosa Tirana”, de Rogério Sagui, “Voltei!” de Ary Rosa e Glenda Nicácio, inéditos no circuito comercial, também estão entre os selecionados de longa-metragem. O festival apresenta 13 mostras competitivas de curtas-metragens divididas em Mulheres Fantásticas, Horror, Ficção Científica, Fantástica Diversidade, Fantástico Black Power, Fantasteen, Fantasia, Estudante, Brasil Fantástico, Amador,  Pequenos Fantásticos, Espanha Fantástica e Animação.

Crédito: divulgação Cinefantasy.

 Entre eles, os curtas “República”, de Grace Passô (Mostra Fantastic Black Power – Brasil), “Emaranhado”, de M.Noe (“Fantástica Diversidade” – Myanmar), e “Anatidaephobia”, de Alon Newman (Fantasteen– Israel). Os selecionados concorrem ao Troféu José Mojica Marins e outros prêmios. Os filmes brasileiros vencedores são indicados para o disputado Prêmio FantLatam, premiação internacional da Alianza Latinoamericana de Festivales de Cine Fantastico.  A abertura  acontece no dia 16 de abril com a exibição do  filme “Horror Noire: A História Do Horror Negro”, dirigido por Xavier Burgin, e baseado no livro de não ficção de 2011, “Horror Noire: Blacks in American Horror Films, da década de 1890 até o presente”, de Robin R. Means Coleman.

A programação conta ainda com uma homenagem aos 80 anos de Neville D´Almeida,  um dos maiores ícones do cinema nacional e responsável por recordes de bilheterias com os filmes “A Dama do Lotação”, “Matou a Família e Foi ao Cinema”, “Navalha na Carne”, entre outros sucessos.  O Cinefantasy é o primeiro festival do mundo a criar mostras permanentes voltadas para as políticas afirmativas  como as mostras Mulheres Fantásticas, Fantástica Diversidade (LGBTQIA+), e Fantastic Black Power (dedicada exclusivamente a filmes dirigidos por realizadores negros).

A curadoria é composta por 14 profissionais especializados em cinema e o júri técnico é composto por 45 profissionais do audiovisual, que inclui nomes como Emilio Bustamante, crítico, pesquisador e cineasta (Perú), Leopoldo Muñoz, crítico, pesquisador e escritor (Chile), e Claudia Ruiz, cineasta, roteirista e produtora (Argentina). A arte do cartaz desta edição é assinada pelo artista Robson Fonseca, natural do Amapá e radicado em Belém (PA), que atua no mercado audiovisual criando e realizando conteúdos multimídia há mais de 20 anos como roteirista e diretor de documentários, ficções, videoclipes e séries. Atualmente, trabalha no projeto de Graphic Novel 1977 Antes da Operação Prato. Para ter acesso a lista completa dos selecionados para a 11ª edição do festival, acesse o site doCinefantasy (clique aqui).

Deixe seu comentário

Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: