China Daily: por que Taiwan não se qualifica para ser membro da ONU e de organizações internacionais compostas por Estados soberanos?

Em 25 de outubro de 1971, a República Popular da China (RPC) foi admitida na ONU. Crédito: China Pictorial.

No dia 30 de abril, o site China Daily, utilizando de referências do Escritório de Assuntos de Taiwan do Conselho de Estado, explica, resumidamente, as razões que tornam equivocada a qualificação de Taiwan para a condição de membro da Organização das Nações Unidas e deixa clara a posição de Pequim sobre a questão. Acompanhe abaixo:

“Existe apenas uma China. Taiwan é uma parte inalienável da China”

“Razões:

Em 25 de outubro de 1971, a Assembleia Geral das Nações Unidas adotou a resolução de número 2.758 para “reconhecer que o governo da República Popular da China é o único representante legal da China na Organização das Nações Unidas (ONU)” e restaurou “todos os direitos legítimos da República Popular da China na ONU”. Isso mostra que o princípio de uma só China é reconhecido na ONU, a organização internacional mais importante do sistema mundial.

Taiwan como parte inalienável da China não é elegível para ingressar na ONU e em outras organizações compostas por Estados soberanos. Isso é amplamente reconhecido pela comunidade internacional. Embora representantes do Partido Democrático Progressista (DPP, em inglês) tenham seduzido algumas forças anti-China a apresentarem moções relacionadas a Taiwan na ONU e em outros organismos internacionais, a maioria dos membros da ONU ateve-se aos fatos e obedeceu estritamente aos princípios da Carta da ONU.

A tentativa dos representantes do Partido Democrático Progressista de ingressar na ONU e participar das conferências internacionais só servirá para prejudicar a imagem do partido, além dos interesses e o bem-estar dos residentes de Taiwan. Nós gostaríamos de criar condições preferíveis para que os residentes de Taiwan obtenham interesses legítimos e bem-estar sob a premissa do princípio de uma só China, mas não permitiremos que os separatistas de Taiwan sequestrem essas oportunidades”.

Fonte: Texto originalmente publicado em inglês no site do China Daily.
Link direto: https://www.chinadaily.com.cn/a/202104/30/WS608b703da31024ad0babb843.html

Tradução do inglês para o português: Alessandra Scangarelli Brites, editora da Revista Intertelas

Deixe seu comentário

por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: